Wednesday, November 04, 2009

Prémio da Latinidade

Eugenio Montale, Ferreira de Castro e Jorge Amado (Paris, 1971)
Prémio da Latinidade, instituído por Anfré Malraux
(foto: Sebastião Salgado)
Fonte: Jorge Amado, Povo e Terra -- 40 Anos de Literatura, São Paulo, Martins, 1971

2 comments:

d.e. said...

Este comentário não é sobre o Prémio de Latinidade. Porém, acho que não fica mal aqui.

Das memórias de José Gomes Ferreira com que me tenho ocupado durante este fim-de-semana("A Memória das Palavras", Portugália Editora, 1965):

- Falando do "triangulismo", corrente artística (pintura) dos anos 20, diz o memorialista:

"Se bem me recordo, Ferreira de Castro, velho amigo que pertencia ao famoso "quadrado" de escritores inconformistas e revolucionários ideologicamente aparentados às doutrinas do jornal operário "A Batalha" (Assis Esperança, Cristiano Lima, Eduardo Frias, Jaime Brasil, Julião Quintinha, Mário Domingues, Roberto Nobre, etc., etc.), chegou a decorar o seu gabinete de trabalho, alugado no Bairro Alto, com concepções triangulistas" (p. 132)

Pareceu-me interessante esta pequena nota de arte.

RAA said...

Obrigado, caro Manuel.
Conheço o texto e já o citei.
Muito interessante, de facto.
Um abraço.