Saturday, March 20, 2010

Jaime Brasil por Alexandre Cabral

Para impor o nome de Jaime Brasil como o de um escritor de boa estirpe, bastava o prefácio que escreveu para no seu belo ensaio sobre Zola ou a biografia balzaquiana que acompanha o 1.º volume da edição portuguesa da Comédia Humana, porque, com efeito, em ambos se patenteia a agudeza de juízo, a solidez de conhecimentos e, sobretudo, a ampla perspectiva de pensamento que são os pergaminhos do genuíno Homem de Letras.
«Homenagem a Jaime Brasil», Guia do Leitor, n.º 2, [coordenação de José da Cruz Santos] Lisboa, Portugália Editora, s.d.

No comments: