Monday, September 29, 2008

Literatura, Artes e Identidade Nacional -- Do Modernismo à Actualidade (1)


Literatura, Artes e Identidade Nacional -- «Do Modernismo à Actualidade»
separata das Actas dos 3.ºs Cursos Internacionais de Verão de Cascais - 1996
Cascais, Câmara Municipal, 1997
Se olharmos para os oitenta anos que decorreram desde 1915, quando se publica a revista Orpheu, verificamos que, na maior parte deste período, a criação fez-se sob o controlo de uma censura severa, acompanhada da inevitável repressão dos criadores, menorizando o público.
Eloquente testemunho desta realidade deu-nos Jorge de Sena, em 1960: «Quem se debruçar sobre a literatura portuguesa -- e não só a ficção deste século -- não a entenderá se não souber entender tal situação trágica. Felizes os grandes e livres povos! Mas será que, quando esses povos discreteiam do que é a literatura, saberão, como nós sabemos, a que ponto ela pode não ser?» (1)
(1) «A literatura contemporânea de ficção», Estudos de Literatura Portuguesa, Lisboa, Edições 70, 1988, p. 44.
(continua)

2 comments:

Michel said...

Olá! O meu nome é Michel e ando a fazer uma pesquisa acerca de Ferreira de Castro e a influencia do jazz do Harlem na sua obra. Não consigo encontrar nada acerca disso, sei que ele escreveu um artigo na revista "Ilustração Portuguesa" chamado "A propagação do jazz-band". Onde será que consigo arranjar este artigo, ou mais informações sobre ogosto de Ferreira de Castro pelo jazz?
Grato pela sua atenção

RAA said...

Além da «Ilustração», deve ver também a revista «ABC» (alguns artigos estão sob o pseudónimo "Silvestre Valente").
Bibliografia Castro e Jazz: José Duarte, «Jazzé e Outras Música», Cotovia, Lisboa, 1994; Hélder Bruno de Jesus Redes Martins, «Jazz em Portugal (1920-1956)», Almedina, Coimbra, 2006.
O Museu Ferreira de Castro, em Sintra, tem os periódicos e o livro do José Duarte; se estiver em Lisboa, tente a Hemeroteca.
Cumprimentos.